Sífilis primária
INFECÇÃO POR BACTÉRIAS.
Sexo: Não informado. Idade: Não informada. Distribuição. Diagnóstico diferencial.
Epidemiologia: . TRANSMISSÃO:. Contato sexual por pequenas lesões da pele ou mucosas. Transfusão de sangue.
Clínica:. Início gradual, 03S, 01D-03M, após sexo oral, transfusão de sangue contaminado. Lesão cutânea única, múltiplas, indolores, transitório a regional, úlcera, superficial, indolor, base limpa e firme, bordas enduradas, &, melhora sem tratamento com cicatriz, eventual, exceto quando há co-infecção bacteriana. Adenomegalia, regional, consistência elástica, separados, não dolorosos.
Laboratório: IMUNO:. Imunocomplexos circulantes. Teste sorológico para a sífilis positivo em 1-2S. Teste sorológico, positivo, em 5%. Imunoflorescência, Positiva, em 95%. FLUIDO DA LESÃO:. T.palifdum, evidências. MICROSCOPIA de campo escuro:. Positivo, em 95%. LCR:. Células, pleocitose, transitória, em 30-75%.
Lista de 2 síndromes minimais compatíveis de até 5 elementos...
. Adenomegalia. Lesão cutânea única.
. Início gradual. Lesão cutânea única.