Doença de Lyme - Estágio 1/3
ERITEMAS. Borreliose de Lyme; Eritema crônico migratório por Borrelia burgdorferi.
Sexo: Não informado. Idade: Não informada. Distribuição. Diagnóstico diferencial.
Epidemiologia: . Mialgia, em 50%. Eritema migrans, vermelhada, ligeiramente elevada ou achatada, área central clara em 80%. EST1- Infecção precoce local.
Clínica:. Início súbito, 07D, 01D-30D, após picada de carrapato contaminado. Cefaleia. Febre. Calafrios. Mialgia, eventual. Exantema, na virilha, na coxa, nas axilas, avermelhada, expansiva. Exantema maculopapular. Lesão cutânea eritematosa, localizado, cutâneo, migratório, ligeiramente elevada, achatada, área central clara, crônica.
Laboratório: EMG:. Positiva. IMUNO:. Teste sorológico. Ensaio por imunofluorescência indireta. ELISA (Ensaio imunosorvente ligado à enzima). Ensaio de Western blot (IgM e IgG).
Lista de 10 síndromes minimais compatíveis de até 5 elementos...
. Calafrios. Exantema maculopapular. Lesão cutânea eritematosa.
. Calafrios. Exantema. Lesão cutânea eritematosa.
. Calafrios. Início súbito. Lesão cutânea eritematosa.
. Calafrios. Lesão cutânea eritematosa. Mialgia.
. Cefaleia. Exantema maculopapular. Lesão cutânea eritematosa.
. Exantema maculopapular. Lesão cutânea eritematosa. Mialgia.
. Início súbito. Lesão cutânea eritematosa. Mialgia.
. Calafrios. Cefaleia. Febre. Lesão cutânea eritematosa.
. Exantema. Exantema maculopapular. Início súbito. Lesão cutânea eritematosa.
. Exantema. Febre. Lesão cutânea eritematosa. Mialgia.