Toxocaríase visceral
HELMINTOS. Síndrome da Larva migrans viscera; Visceral larva migrans; Toxocariasis. Descrita em 1952 por Paul Chester Beaver (1905-1993), parasitologista americano. Tosocaríase, ortografia errada.
Sexo: Não informado. Idade: Não informada. Distribuição. Diagnóstico diferencial.
Epidemiologia: . Zoonose. PROGNÓSTICO: Duração de 01A-02A (2-3Sa18M). Prognóstico geral bom. Meningite. Encefalite. Cardite, déficits neurológicos. CONTATO COM ANIMAIS: Canídeos - Cães, grávidas. Canídeos - Cães, recém-nascidos. Má-higiene. Criança pequenas. TRANSMISSÃO:Ingestão de sujeira, solo ou areia com fezes de cão ou gato.
Clínica:. Febre. Tosse. Sibilos. Adenomegalia. Hepatomegalia. Esplenomegalia.
Laboratório: HEMOGRAMA:. Leucocitose acentuada. Eosinófilos aumentados acentuada, de 30-80%. IMUNO:. Gamaglobulina aumentada. ELISA Positivo. Títulos de Isohemaglutinina não específico anti-A e anti-B. RX de tórax:. Infiltrados. LCR:. Eosinófilos. ULTRASSONOGRAFIA:. Lesões hipoecóicas de 1 cmD no fígado. Laparoscopia:. Positivo. FEZES:. Sangue, oculto. MORFO do fígado:. Granuloma, eosinofílico com até 1 cmD.
Lista de 3 síndromes minimais compatíveis de até 5 elementos...
. Adenomegalia. Sibilos.
. Esplenomegalia. Sibilos.
. Febre. Hepatomegalia. Sibilos.