Intoxicação por amicacina
INTOXICAÇÃO. Sulfato de amicanina; Novamin.
Sexo: Não informado. Idade: Não informada. Distribuição. Diagnóstico diferencial.
Epidemiologia: FÓRMULA: Solução injetável - 50mg/ml, 125mg/ml e 250mg/ml. INDICAÇÕES: Infecções respiratórias. Infecções urinárias. Infecção da pele e tecidos. Infecções graves (ósseas, respiratórias, endocardite e septicemia) por Gram-negativos resistentes à gentamicina e tobramicina e por bacilos Gram-positivos. POSOLOGIA: A dose para adultos e crianças com função renal normal: 15mg a 20mg/kg/dia, IM ou IV, divididos em 2 a 3 administrações. A dose máxima é 1,5g/dia. Prematuros: a dose de ataque é de 10mg/kg IV, seguida de 7,5mg/kg, de 12/12h. A dose e a duração da terapia dependerão da idade, sensibilidade do microorganismo e gravidade da infecção, e deverão ser ajustadas à resposta clínica do paciente. CONTRA INDICAÇÃO: Hipersensibilidade aos aminoglicosídeos. INTERAÇÕES: Aumento da toxicidade com uso concomitante de outros aminoglicosídeos, indometacina, colistina, vancomicina, enflurano, cefalosporina, anfotericina B, ciclosporina, diuréticos de alça, cisplatina. Potencializa o efeito dos agentes bloqueadores neuromusculares (tubocurarina, succinilcolina e dexametônio) e ação anticoagulante da warfarina. Antagoniza os efeitos dos parassimpaticomiméticos (neostigmina e piridoestigmina). PRECAUÇÕES: Ajustar doses em pacientes com insuficiência renal. Monitorar função renal e auditiva. Tratamento deve ser descontinuado se houver sinais de ototoxicidade, nefrotoxicidade ou hipersensibilidade. Usar com cuidado em pacientes com miastenia gravis ou parkinsonismo, devido ao potencial efeito curare na junção neuromuscular. Gravidez: risco de teratogenicidade. TIPO: Antibióticos. PROGNÓSTICO: A nefrotoxicidade e ototoxicidade são mais comuns nas seguintes condições; história de insuficiência renal. Idade avançada. Desidratação. Tratamento prolongado. Uso de drogas com potencial nefro ou ototóxico.
Clínica:. Nefrotoxicidade. Ototoxicidade. Audição diminuída. Surdez, total e permanente, eventual. Tontura. Bloqueio neuromuscular. Cefaleia. Parestesia. Tremor. Febre. Lesão cutânea eritematosa, localizado. Náuseas. Vômitos. Dor nas articulações. Hipotensão arterial.
Laboratório: SANGUE:. Eosinofilia.
Lista de 78 síndromes minimais compatíveis de até 5 elementos...
. Bloqueio neuromuscular.
. Audição diminuída. Lesão cutânea eritematosa.
. Audição diminuída. Tremor.
. Cefaleia. Nefrotoxicidade.
. Cefaleia. Ototoxicidade.
. Dor nas articulações. Nefrotoxicidade.
. Dor nas articulações. Ototoxicidade.
. Febre. Nefrotoxicidade.
. Febre. Ototoxicidade.
. Hipotensão arterial. Nefrotoxicidade.
. Hipotensão arterial. Ototoxicidade.
. Lesão cutânea eritematosa. Nefrotoxicidade.
. Lesão cutânea eritematosa. Ototoxicidade.
. Náuseas. Nefrotoxicidade.
. Nefrotoxicidade. Parestesia.
. Nefrotoxicidade. Tontura.
. Nefrotoxicidade. Tremor.
. Nefrotoxicidade. Vômitos.
. Ototoxicidade. Tontura.
. Ototoxicidade. Tremor.
. Audição diminuída. Cefaleia. Hipotensão arterial.
. Audição diminuída. Cefaleia. Náuseas.
. Audição diminuída. Cefaleia. Parestesia.
. Audição diminuída. Dor nas articulações. Hipotensão arterial.
. Audição diminuída. Dor nas articulações. Tontura.
. Audição diminuída. Febre. Hipotensão arterial.
. Audição diminuída. Febre. Parestesia.
. Audição diminuída. Hipotensão arterial. Náuseas.
. Audição diminuída. Hipotensão arterial. Parestesia.
. Audição diminuída. Hipotensão arterial. Tontura.
. Audição diminuída. Náuseas. Ototoxicidade.
. Audição diminuída. Náuseas. Parestesia.
. Audição diminuída. Ototoxicidade. Parestesia.
. Audição diminuída. Ototoxicidade. Vômitos.
. Audição diminuída. Parestesia. Tontura.
. Audição diminuída. Parestesia. Vômitos.
. Cefaleia. Lesão cutânea eritematosa. Surdez.
. Cefaleia. Náuseas. Surdez.
. Cefaleia. Surdez. Tremor.
. Dor nas articulações. Lesão cutânea eritematosa. Surdez.
. Dor nas articulações. Lesão cutânea eritematosa. Tremor.
. Dor nas articulações. Parestesia. Tremor.
. Dor nas articulações. Surdez. Tremor.
. Dor nas articulações. Tontura. Tremor.
. Febre. Lesão cutânea eritematosa. Surdez.
. Febre. Lesão cutânea eritematosa. Tremor.
. Febre. Surdez. Tremor.
. Hipotensão arterial. Lesão cutânea eritematosa. Parestesia.
. Hipotensão arterial. Lesão cutânea eritematosa. Surdez.
. Hipotensão arterial. Surdez. Tremor.
. Lesão cutânea eritematosa. Náuseas. Surdez.
. Lesão cutânea eritematosa. Parestesia. Surdez.
. Lesão cutânea eritematosa. Surdez. Tontura.
. Lesão cutânea eritematosa. Surdez. Tremor.
. Lesão cutânea eritematosa. Surdez. Vômitos.
. Náuseas. Ototoxicidade. Parestesia.
. Náuseas. Ototoxicidade. Surdez.
. Náuseas. Surdez. Tremor.
. Ototoxicidade. Parestesia. Surdez.
. Ototoxicidade. Parestesia. Vômitos.
. Ototoxicidade. Surdez. Vômitos.
. Parestesia. Surdez. Tremor.
. Surdez. Tontura. Tremor.
. Surdez. Tremor. Vômitos.
. Audição diminuída. Cefaleia. Dor nas articulações. Febre.
. Audição diminuída. Cefaleia. Dor nas articulações. Vômitos.
. Audição diminuída. Cefaleia. Febre. Tontura.
. Audição diminuída. Cefaleia. Febre. Vômitos.
. Audição diminuída. Cefaleia. Tontura. Vômitos.
. Audição diminuída. Febre. Tontura. Vômitos.
. Cefaleia. Febre. Parestesia. Tremor.
. Dor nas articulações. Hipotensão arterial. Lesão cutânea eritematosa. Vômitos.
. Febre. Hipotensão arterial. Lesão cutânea eritematosa. Tontura.
. Febre. Hipotensão arterial. Lesão cutânea eritematosa. Vômitos.
. Febre. Hipotensão arterial. Parestesia. Tremor.
. Febre. Hipotensão arterial. Tontura. Tremor.
. Febre. Parestesia. Tontura. Tremor.
. Lesão cutânea eritematosa. Parestesia. Tremor. Vômitos.