Intoxicação por biperideno
INTOXICAÇÃO. Cloridrato de biperideno; Akineton.
Sexo: Não informado. Idade: Não informada. Distribuição. Diagnóstico diferencial.
Epidemiologia: FÓRMULA: Comprimido - 2mg. INDICAÇÕES: Doença de Parkinson. Reações extrapiramidais induzidas por medicamentos. Espasticidade decorrente de traumatismo medular e crânio-encefálico. Neuralgia do trigêmeo. POSOLOGIA: Adulto: 2mg VO, 3 a 4 vezes ao dia. Ajustar a dose de acordo com a necessidade terapêutica, até 16mg/dia. CONTRA INDICAÇÃO: Glaucoma de ângulo estreito. Hipertrofia prostática sintomática. Estenose mecânica do piloro. Megacólon. Hipersensibilidade ao biperideno. INTERAÇÕES: Pode aumentar os efeitos sedativos com álcool e outros medicamentos que produzem depressão do SNC. Pode ter seus efeitos anticolinérgicos aumentados por amantadina e outros medicamentos com ação anticolinérgica. Pode ter sua ação diminuída por antidiarréicos. Pode diminuir a ação da clorpromazina. PRECAUÇÕES: Amamentação. Gravidez. Instabilidade cardiovascular. Miastenia gravis. Evitar a ingestão de bebida alcoólica. TIPO: Antiparkinsonianos.
Clínica:. Boca seca. Dor abdominal, epigástrica. Constipação. Anormalia de humor. Agitação. Nervosismo. Euforia. Sonolência. Tontura. Visão embaçada. Hipotensão arterial. Taquicardia. Dificuldade de micção.
Laboratório:
Nenhum conjunto compatível de até 5 elementos foi encontrado!