Ceratoacantoma
DERMATOSES POR ANORMALIA SÓLIDA (nódulos, pápulas, placas, escamas, etc). Molusco sebáceo; Queratoacantoma; Molusco pseudocarcinomatoso; Queratose pseudotumoral; Hiperplasia pseudo-epiteliomatosa cutânea idiopática; Verrucoma; Carcinoma de células escamosas autocicatrizante; Keratoacanthoma. Descrita 1889 por Jonathan Hutchinson (1828-1913), cirurgião inglês, como "úlcera crateriforme da face", e renomeada em 1936 por W Freudenthal (-), como "queratoacantoma".
Sexo: >M. Idade: Não informada. Distribuição. Diagnóstico diferencial.
Epidemiologia: GRUPO ÉTNICO-RELIGIOSO: Branco. Luz do sol afetam primariamente homens brancos. PROGNÓSTICO: Resolve espontaneamente, sem tratamento.
Clínica:. Início súbito. Lesão cutânea localizada, áreas expostas ao sol, pápula, arredondada, endurecida, cor da pele, aumenta rapidamente, &, centralmente queratinizada, tampão duro central, coberta por crosta, cratera cheia de queratina, solitárias, múltiplas. Evolução aguda, com regressão expontânea.
Laboratório: MORFO do tumor:. Semelhança histológica ao carcinoma de células escamosas. Formas solitárias e múltiplas ocorrem em áreas expostas a luz do sol e são histologicamente idênticas. Cratera central, repleta de ceratina, circundada por epitélio escamoso proliferativo.
Nenhum conjunto compatível de até 5 elementos foi encontrado!