Persistência do ostium secundum
CIRCULATÓRIO: VASOS DA BASE DO CORAÇÃO. Persistência do ostium tipo II; Defeito do óstium secundário; Persistence of ostium secundum type II.
Sexo: <M, 1x3. Idade: Não informada. Distribuição. Diagnóstico diferencial.
Epidemiologia: PROGNÓSTICO: Retorno venoso anômalo. Estenose da VP. Comunicação interventricular. Estenose dos ramos da AP Persistênica da VCS e Hipertensão pulmonar. Arritmias cardíacas com Fibrilação atrial. Regurgitação tricúrpide Regurgitação mitral. ICC. Embolia arrterial sistêmica paradoxal. . Forma mais comum de CIA. CONDIÇÃO: Gravidez, pode precipitar o quadro clínico.
Clínica:. Dispneia, fácil, na adolescência. Fadiga muscular. Insuficiência cardíaca, na infância, eventual. Cianose, em adultos, eventual. Impulso torácico, sistólico da borda esternal E até a linha hemiclavicular. B1 hiperfonética. B2P desdobrada, fixa. B2P com estalido, de ejeção, eventual. Sopro sistólico, médio, não-rude. B1T com sopro, mesodiastólico.
Laboratório: RX de tórax:. Cardiomegalia direita. Artéria pulmonar dilatada. Vascularização pulmonar aumentada. ECG:. Eixo elétrico desviado para a direita. Retardo de condução, no ramo direito. Bloqueio de condução, do ramo direito. ECO:. Distensão diastólica do VD e movimento anormal do septo interventricular. ECO bidirecional:. Positivo. ECO-Doppler:. Positivo. RNM:. Positivo. CAT:. PO2 no AD maior que na veia cava superior. Medida da RVP. Angiografia por contraste para a drenagem venosa pulmonar.
Lista de 7 síndromes minimais compatíveis de até 5 elementos...
. B1 hiperfonética. Fadiga muscular.
. B1T com sopro. Fadiga muscular.
. B1T com sopro. Sopro sistólico.
. B2P com estalido. Fadiga muscular.
. B2P desdobrada. Fadiga muscular.
. Cianose. Fadiga muscular. Insuficiência cardíaca. Sopro sistólico.
. Fadiga muscular. Impulso torácico. Insuficiência cardíaca. Sopro sistólico.