Epidermólise bolhosa adquirida
EPIDERMÓLISES BOLHOSAS. (EBA); Epidermolysis bullosa acquisita. Mediada por auto-anticorpos anti colágeno VII. Descrita em 1896 por George Elliot (-), e em 1904 por Richard Kablitz (-).
Sexo: Não informado. Idade: Adulto. Distribuição. Diagnóstico diferencial.
Epidemiologia: . Raríssima. HISTÓRIA PESSOAL:. Diabetes mellitus. Tireoidites. Lúpus eritematoso sistêmico. Doença de Crohn. Linfoma. Trombocitopenia auto imune. Anemia perniciosa. Trauma na região da lesão.
Clínica:. Lesão cutânea bolhosa, bolhas subepidérmicas adquiridas, induzidas por trauma em distribuição acral. Lesão cutânea em áreas extensoras, dos cotovelos e dorsais das mãos e dos pés. Evolução crônica. Evolução com sequelas, cicatrizes, mílio ou cistos superficiais de inclusão epidérmica, hiperpigmentação, unhas distróficas, envolvimento das mucosas ou lesões oculares.
Laboratório:
Lista de 3 síndromes minimais compatíveis de até 5 elementos...
. Evolução com sequelas. Lesão cutânea bolhosa.
. Evolução com sequelas. Lesão cutânea em áreas extensoras.
. Lesão cutânea bolhosa. Lesão cutânea em áreas extensoras.