Gonorreia
INFECÇÃO POR BACTÉRIAS. Segunda doença venérea; Infecção gonocócica; Gonorreia; Blenorragia; Uretrite gonocócica; Fogagem. A bactéria Neisseria gonorrhoeae foi idetificada por Albert Neisser (1855-1916), dermatologista polonês.
Sexo: Não informado. Idade: Jovem. Adulto. Distribuição. Diagnóstico diferencial.
Epidemiologia: . CONDIÇÃO: Má-educação. Má-higiene. Não uso de Preservativo. Alta promiscuidade. PROGNÓSTICO: Endocardite. Abscesso cerebral. Lesões cutâneas. Meningite. Miocardite. Pericardite. Peritonite. Pneumonia. Septicemia. Artrite. Uretrite, prostatite e protite, no homem. Na mulher, a infecção mais comum é a cervicite. Nas crianças, a infecção mais comum é a conjuntivite neonatal (adquirida durante o nascimento). Em crianças do sexo feminino, é frequente a ocorrência de vulvovaginites, devido a uma maior sensibilidade da mucosa vaginal antes da puberdade. A faringite gonocócica é resultado do sexo oral. TRANSMISSÃO:. Contato sexual por pequenas lesões da pele ou mucosas. Transfusão de sangue.
Clínica:. Início súbito. Prurido localizado, eventual. Disúria, eventual. Febre, eventual. Corrimento genital, purulento, abundante. Bulbão.
Laboratório: MORFO do agente:. Leucócitos com Diplococos gram-negativos, meio de Thayer-Martin.
Lista de 8 síndromes minimais compatíveis de até 5 elementos...
. Bulbão. Corrimento genital.
. Bulbão. Disúria.
. Bulbão. Prurido localizado.
. Corrimento genital. Disúria. Febre.
. Corrimento genital. Disúria. Prurido localizado.
. Corrimento genital. Febre. Prurido localizado.
. Disúria. Febre. Prurido localizado.
. Disúria. Início súbito. Prurido localizado.