Febre hemorrágica de Chikungunya
ARBOVIROSES. Febre de chikungunya; Chikungunya fever. Na língua maconde, Tanzânia (chikungunya) = homem retorcido, em referência as dores articulares. Na Angola é chamada catolotolo. Descrita em 1955 por Marion C Robinson (-), e em 1955 por William Lumsden (1914-2002), virologista escocês, seguindo a epidemia de 1952 na Tanzânia, África.
Sexo: Não informado. Idade: Não informada. Distribuição. Diagnóstico diferencial.
Epidemiologia: NOTIFICAÇÃO: Compulsória. Zoonose(arbovirose). Poliartralgia em 90%. ESTAÇÃO: Chuvosa. CONTATO COM ANIMAIS: Insetos, Mosquitos. INCUBAÇÃO: Média de 3 a 7 dias (pode variar de 1 a 12 dias). FASES: Aguda. Subaguda. Crônica. CICLO: Ciclo da Chikungunya. TRANSMISSÃO: Picada do artrópode mosquito Aedes (vírus CHIKV). Ae. aegypti, Ae. albopictus. Culex, Mansonia e Anopheles também podem transmitir. PROGNÓSTICO: Imunidade tipo-específica. FATORES DE RISCO: 45 anos. Sexo feminino. Desordem articular preexistente. RARO: PROGNÓSTICO: Morte, em 50a70%. Meningoencefalite. Neurite Óptica. Miocardite. Pneumonia. IRA. TRANSMISSÃO: Picada de mosquito.
Clínica:
Laboratório: HEMOGRAMA:. Leucócitos diminuídos. CULTURA de sangue:. Vírus, positivo. IMUNO:. Elevação significativa nos títulos de Anticorpo específicos.
Nenhum conjunto compatível de até 5 elementos foi encontrado!