Síndrome mielodisplásica
ANEMIAS | SÍNDROMES MIELOPROLIFERATIVAS-MIELODISPLÁSICAS. (SMD); Mielodisplasia óssea; Pré-leucemia; Síndrome mieloproliferativa displásica; Preleukemia. Anemia refratária sem excesso de blastos medulares (com ou sem sideroblastos anelados), Anemia refratária com excesso de blastos (normais ou em transição).
Sexo: Não informado. Idade: Idoso. Distribuição. Diagnóstico diferencial.
Epidemiologia: CLASSIFICAÇÃO: Mieloproliferação clonais idiopáticas ou adquiridas da célula primordial hematopoiética. HISTÓRIA PESSOAL:. Doença de Hodgking. Mieloma múltiplo. Carcinoma de ovário. USO DE DROGAS: Mecloretamina. Procarbazina. Melfalan. Quimioterapia citotóxica. História de tratamento crônico e refratário a reposição de ferro e vitaminas do complexo B, ou ter tido necessidade de transfusão sanguínea prévia. História de infecções ou fenômenos hemorrágicos (petéquias, equimoses, gengivorragia, epistaxis). PROGNÓSTICO: Evolui para Leucemia mielóide aguda. Óbito por infecções ou sangramentos. Risco de leucemia <10%. Prognóstico ruim se houver deleção nos cromossomos 5 e 7. CONDIÇÃO: Assintomático.
Clínica:. Início gradual. Fadiga muscular. Infecção recorrente. Hemorragia sistêmica. Febre. Perda de peso. Fraqueza. Palidez cutâneo-mucosa. Esplenomegalia, eventual.
Laboratório: HEMOGRAMA:. Hematócrito diminuído. VCM, normal. VCM, amentada. Macroovalócitos. Reticulócitos diminuídos. Leucócitos normal. Leucócitos diminuídos. Neutrófilos diminuídos, com poucos grânulos e núcleo bilobado (Pelger-Huet). Série mielóide com desvio à esquerda. Promielócitos, ocasionais. Blastos, periféricos ocasionais. Plaquetas, hipogranulares. Plaquetas, normais. Plaquetas, diminuídas. MORFO da medula óssea:. Hipercelular. Hiperplasia eritróide. Eritroblastos. Megaloblástos. Núcleo gemulado. Precusores eritróides multinucleados. Diagnóstico, Megacariócitos anões com núcleo unilobar com blastos <30%. Megacariócitos anões com núcleo unilobar com blastos >30% é Leucemia mielóide aguda.
Lista de 22 síndromes minimais compatíveis de até 5 elementos...
. Fraqueza. Infecção recorrente.
. Hemorragia sistêmica. Infecção recorrente.
. Infecção recorrente. Início gradual.
. Febre. Hemorragia sistêmica. Início gradual.
. Fraqueza. Hemorragia sistêmica. Início gradual.
. Hemorragia sistêmica. Início gradual. Perda de peso.
. Esplenomegalia. Fadiga muscular. Fraqueza. Palidez cutâneo-mucosa.
. Esplenomegalia. Fadiga muscular. Início gradual. Perda de peso.
. Esplenomegalia. Febre. Hemorragia sistêmica. Palidez cutâneo-mucosa.
. Esplenomegalia. Febre. Início gradual. Palidez cutâneo-mucosa.
. Esplenomegalia. Fraqueza. Início gradual. Palidez cutâneo-mucosa.
. Esplenomegalia. Fraqueza. Palidez cutâneo-mucosa. Perda de peso.
. Esplenomegalia. Hemorragia sistêmica. Palidez cutâneo-mucosa. Perda de peso.
. Esplenomegalia. Início gradual. Palidez cutâneo-mucosa. Perda de peso.
. Fadiga muscular. Febre. Início gradual. Palidez cutâneo-mucosa.
. Fadiga muscular. Fraqueza. Início gradual. Palidez cutâneo-mucosa.
. Fadiga muscular. Hemorragia sistêmica. Palidez cutâneo-mucosa. Perda de peso.
. Fadiga muscular. Início gradual. Palidez cutâneo-mucosa. Perda de peso.
. Febre. Fraqueza. Início gradual. Palidez cutâneo-mucosa.
. Fraqueza. Início gradual. Palidez cutâneo-mucosa. Perda de peso.
. Esplenomegalia. Fadiga muscular. Febre. Fraqueza. Início gradual.
. Febre. Fraqueza. Hemorragia sistêmica. Palidez cutâneo-mucosa. Perda de peso.