Taquicardia ventricular
CIRCULATÓRIO: AUTOMATISMO. Arritimia ventricular; Tachycardia, ventricular.
Sexo: Não informado. Idade: Não informada. Distribuição. Diagnóstico diferencial.
Epidemiologia: HISTÓRIA PESSOAL:. Doença grave. Infarto agudo do miocárdio prévio. Cardiopatia isquêmica é a causa mais comum. Raro em pessoas sadias. História de ataque precedentes eventual. USO DE DROGAS: Quinidina. Digital. . PROGNÓSTICO: Mais séria das taquicardias ectópicas. Insuficiência cardíaca. Fibrilação ventricular. Indicado uso de xilocaína (manutenção de 1-4 mg/minuto) quando o débito cardíaco for satisfatório. . Menos comum do que a taquicardia atrial paroxística. CONDIÇÃO: Assintomático.
Clínica:. Síncope. Tontura. Taquicardia, de 140-250 bpm, moderadamente irregular. B1 variável. Pulso jugular aumentado, em canhão. Massagem no seio carotídeo ineficaz. Indicado doses fracionadas de lidocaína.
Laboratório: ECG:. Taquicardia, ventricular, entre 140 a 250 bpm. Arritmia, discreta. Onda P frequência menor que o Complexo QRS. Onda P dissociada do ventrículo. Complexo QRS alargado. Segmento ST ausente. Onta T ausente. Três ou mais batimentos ventriculares prematuros consecutivamente. Diagnóstico.
Lista de 5 síndromes minimais compatíveis de até 5 elementos...
. Indicado doses fracionadas de lidocaína.
. Massagem no seio carotídeo ineficaz.
. B1 variável. Tontura.
. Pulso jugular aumentado. Taquicardia.
. B1 variável. Síncope. Taquicardia.