Acrodermatite crônica atrofiante
DERMATOSES ATRÓFICAS. (ACA); Acrodermatite crônica atrófica; Eritomelia de Pick; Doença de Pick-Herxheimer; Doença de Taylor; Taylor disease; Doença de Pick-Herxheimer. Acrônimo: Acrodermatitis Chronica Atrophicans. Forma tardia da Doença de Lyme com atrofia cutânea generalizada. Descrita em 1875 por Robert Taylor (1842-1906), infectologista americano, em 1883 por Alfred Buchwald (1845-1907), médico alemão, em 1900 por Philipp Pick (1834-1910), dermatologista austríaco, e em 1902 por Karl Herxheimer {hercsrráimer} (1861-1944), dermatologista alemão.
Sexo: Não informado. Idade: Adulto. Meia-idade. Idoso. Distribuição. Diagnóstico diferencial.
Epidemiologia: . Rara. Europa Central, Itália e Espanha. Moradores rurais. TRANSMISSÃO:. Autossômica recessiva.
Clínica:. Início gradual. Lesão cutânea atrófica, das extremidades. Polineuropatia. Cicatrizes da conjuntiva. Iridociclite, recorrente. Ceratomalácia. Catarata. Fotofobia. Blefarite. Opacificação da córnea. Erupção vesiculobolhosa, ao redor dos orifícios corporais, pele dos joelhos, cotovelos e áreas paroníquicas. Alopecia universal. Placas psoriasiformes eritematosas. Evolução crônica.
Laboratório:
Lista de 3 síndromes minimais compatíveis de até 5 elementos...
. Evolução crônica. Lesão cutânea atrófica.
. Início gradual. Lesão cutânea atrófica.
. Lesão cutânea atrófica. Polineuropatia.