Pitiríase rósea de Gibert
CERATOSES INFLAMATÓRIAS | DERMATOSES ERITEMATOESCAMOSAS | PITIRÍASES. Pitiríase circinada marginada; Pitiríase maculosa; Pitiríase rósea; Herpes tonsurans maculous et squamosus; Erythema annulatum; Lichen annulatus serpiginosus; Roseola squamosa; Pityriasis rosea. Dermatose benigna pápulo-descamativa. Descrita em 1860 por Camille-Melchior Gibert (1797-1866), dermatologista francês. Gilbert, ortografia errada.
Sexo: Não informado. Idade: Crianaça. Adolescente. Jovem. Adulto. Distribuição. Diagnóstico diferencial.
Epidemiologia: . Mulheres, 50%. A erupção é geralmente generalizada, afetando principalmente tronco, com curso auto-limitado. ESTAÇÃO: Primavera. Outono. HISTÓRIA PESSOAL:. Infecção por HHV-7. HISTÓRIA FAMILIAR: Pitiríase rósea. PROGNÓSTICO: 4-8 semans. Auto-limitante. Regride sem deixar cicatrizes.
Clínica:. Exantema, múltiplo, local, no tronco, partes proximais das extremidades, em árvore de natal, aréras flexoras na pitiríase rósea invertida, manchas, &01S-02S, ovalada, castanha, salmão, eixo longo paralelo às linhas de clivagem, 01cm, centro enrugado tipo papel de cigarro, escama em colar, delgadas, pequenas, aderidas na extremidades, livres no centro. Exantema maculopapular. Lesão cutânea descamativa. Prurido localizado, brando, eventual. Evolução aguda.
Laboratório:
Lista de 3 síndromes minimais compatíveis de até 5 elementos...
. Evolução aguda. Exantema maculopapular. Lesão cutânea descamativa.
. Evolução aguda. Exantema. Lesão cutânea descamativa.
. Exantema maculopapular. Lesão cutânea descamativa. Prurido localizado.